O Crescimento dos filhos

23.2.2016

Uma família constrói-se de sonhos. De sonhos e de projetos. Os filhos são o prolongamento dos pais e fruto dos seus sonhos.

 

A família prepara-se para a chegada de um filho com grande expectativa e ansiedade. Cada bebé é único na sua essência e na sua forma como materializa os sonhos dos seus pais.

 

À medida que a criança vai crescendo, vai ultrapassando barreiras e fazendo conquistas que enchem os pais de orgulho.

 

O primeiro sorriso, o gatinhar, os primeiros passos, comer sozinho, largar as fraldas, deixar a chucha, a entrada para a escola são etapas vividas afetivamente e profusamente espalhadas por quem é próximo.

 

Comparar ritmos de crescimento e de desenvolvimento dos filhos é prática comum entre amigos e é uma forma de os pais se assegurarem que está tudo bem com a sua cria.

 

Se a vida fosse linear e sem imprevistos não seria digna de ser contada. Quantas famílias conhecemos que, mais cedo ou mais tarde, recorrem a ajuda especializada porque algo não está bem no desenvolvimento da sua criança? Seja porque a linguagem está atrasada, seja porque tem medo em adormecer sozinho, porque tem dificuldades na praxia fina, seja porque já deveria ler e ainda não reconhece as letras?

 

Todos somos diferentes e a vida traz surpresas, e por vezes, menos boas. A aceitação da diferença pelos pais, família, amigos e sociedade não é feita de forma tranquila. Há um caminho que é percorrido na busca da superação das dificuldades e de uma melhor adaptação ao que a sociedade nos impõe.

 

Alguns conselhos práticos para as famílias:

 

1. Seja positivo.

Não serve de nada perder a cabeça. As dificuldades que a sua criança pode estar a viver neste momento podem ser transitórias e naturais nessa etapa do desenvolvimento.

 

2. Estimule muito. A aprendizagem é conseguida através da vivência de experiências que não são unicamente académicas. Passeie, converse, brinque e mostre o mundo ao seu filho. Ver a realidade de diferentes ângulos e perspetivas engrandece.

 

3. Procure a opinião de um especialista.

Aparentemente a criança tem um atraso da fala ou de comunicação? Procure um terapeuta da fala. Está atrás do esperado nas aquisições para a sua idade? Fale com o seu pediatra ou com um pediatra do desenvolvimento.

Tem medos excessivos?

Isola-se no recreio?

Faz birras desajustadas e descontroladas?

Aconselhe-se com um psicólogo.

A aprendizagem da leitura não está a ser conseguida?

Troca letras?

A velocidade de leitura é baixa para o ano de escolaridade?

 

Consulte um técnico de educação especial ou um psicólogo educacional.

 

 

 

Please reload

Em Destaque

Feliz dia da Criança

01.06.2016

1/10
Please reload

Publicações Recentes